[Entrevista] Por dentro da mente de Leonardo da Vinci

A versão final desse trabalho levou cerca de 24 meses para ser concluída. Custou uma pequena fortuna entre livros e viagens. O equivalente ao valor de um laptop de última geração. Incentivado pelo amigo e mentor literário Vicente Alves, tive a coragem de publicá-lo. Presto também uma homenagem à Universidade Católica de Brasília que me recebeu em seu corpo discente entre 2005 e 2010. Escrevendo para jornais e revistas desde 1999, foi um desafio retornar aos bancos acadêmicos e descobrir que nada sabia.

Meu ofício de “foca-aprendiz-de-jornalista” devo aos mestres pelos tijolinhos em forma de disciplinas que construiram minha fortaleza profissional: Lindalva Patrício, Alex da Silveira, Luiz Claudio, Luiza Mônica, Elias Rodrigues, Janara Kalil, Bernadete Brasiliense, Rafiza Varão, Florence Dravet, Liliana Ribeiro, Liliane Machado, João Curvelo, Ana Beatriz, Newton Scheufler, Aylê Salassiê, Sérgio de Sá e a todos os meus colegas do curso de Bacharelado em Comunicação Social (Jornalismo).

A entrevista passou a compor o Programa “Quem me ensina a trabalhar?” desenvolvido de 2004 a 2007 quando fui coordenador de estágio em Tecnologia da Informação e Comunicação no Tribunal de Contas da União (TCU). Neste período entrevistei e selecionei dezenas de estagiário(a)s, estudantes de cursos superiores, tais como Engenharia de Redes de Comunicação, Ciência da Computação, Engenharia de Software, Sistemas de Informação, etc.

Com a palestra “Estagiário, sim. Estagnário, não!” pude também orientar (com a ajuda do “Léo da Vinci”) os futuros candidatos aos processos de inserção no mercado de trabalho. [Baixe aqui a entrevista em formato PDF]

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Francisco de Assis, psicografia de João Nunes Maia

Francisco de Assis Não me surpreendi com a escolha do Cardeal Jorge Mario Bergoglio para conduzir a Igreja de Pedro e, principalmente pela escolha do nome Francisco.

Surpreendente mesmo foi ter lido Francisco de Assis, psicografia de João Nunes Maia pelo espírito Miramez.

Foi sossegado numa rede em Porto das Dunas (Ceará) que pude me emocionar com o livro. Solitário, sim. Sozinho, nunca!

Todas as noites encontrava com amigos da espiritualidade para lermos o livro.

Certa feita, um amigo do invisível me dizia ser a publicação um tratamento de desobsessão e ao mesmo tempo contra a depressão. Continue lendo

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Esquerda ou Direita, eis a questão!

esquerda_direita_cerebro Confesso, sempre gostei de fazer malvadezas que mais confundiam do que explicavam. O melhor período foi entre 1993 e 1997 quando cursei Serviço Social na Universidade de Brasília (UnB).

Além de ser praticamente o único homem do curso, predominantemente feito por mulheres (cuidado, feministas, não sou preconceituoso!) ainda tinha que aguentar os neoesquerdistas-jacobinos convertidos de última hora ao encontrarem o “céu” lendo o Capital de Karl Marx. Em sua grande maioria jovens de classe media alta e rebeldes “reaças”

Era muito divertido frequentar as aulas de sociologia ora sendo de direita, ora de esquerda. Não era difícil ser “encaixado” como “reaça”. Bastava olhar a bibliografia que desfilava pelo minhocão (ICC) debaixo do meu braço: Milton Friedman, Friedrich von Hayek, Francis Fukuyama etc. Mas o cúmulo foi ter lido e comprado um exemplar de Fernando Bresser Pereira que versava sobre reforma administrativa (sou servidor público federal). Quando já estava totalmente imerso e com a pecha de “reaça”, trocava o espectro ideológico.

Mudava a bibliografia e ia participar das aulas no departamento de economia: Karl Marx com seu volumoso O Capital e Cadernos do Cárcere de Antonio Gramsci faziam a loucura dos novos intelectuais burgueses. E como num passe de mágica convertia-me de “reacionário” para neojacobino. Era divertido explorar a obtusidade das pessoas.

Longe de ser apenas uma diversão, era uma estratégia aconselhada pela professora Ilma Rezende do departamento de Serviço Social que dizia ser a leitura e estudo das ideias divergentes a melhor forma de desconstruí-las.

Por isso quando encontro alguém de “Esquerda” pergunto se já estudou obras de Milton Friedman, Friedrich von Hayek, Francis Fukuyama, Roberto Campos ou quando de “Direita” a mesma pergunta para obras de Karl Marx, Antonio Gramsci dentre outros. Dependendo da resposta logo é percebido trata-se de mais um obtuso perdido entre a direita bandida e a esquerda corrupta ou se preferirem entre a direita corrupta e a esquerda bandida…KKK*

* Fui acusado certa vez por um esquerdopata-neojacobino-cheguevarista de ser um “reaça” com minhas risadas no Facebook. O idiota-após-graduado afirmou que minha risada era uma “especial simpatia” pela Ku Klux Khan (KKK), aquela instituição de extrema direita que “ex-terminava” negros. Acredite, a idiotice tem lado!

Publicado em Leituras & Cia | 6 Comentários

[O Crepúsculo do Dragão] Pulsação Narrativa!

Era oito do oito de 2008. Jorge Arthur Mohammed sentiu um cansaço e tremedeira nas mãos. À medida que as afastava do teclado, mais tremia e a vista embaçava.

Foi parar na emergência do Hospital das Forças Armadas (HFA). Fez a ficha e aguardou a vez de ser atendido. A porta do consultório se abriu e um senhor de barbas brancas e olhos azuis convidou-o a entrar. Por que a gente sempre tem a impressão que já conhece as pessoas?

O médico questionou os motivos da visita. O agente da Unidade de Crimes Tecnológicos (Technology Crime Unit – TCU) falou sobre as câimbras, sede em excesso e incontinência urinária. O médico pegou o esfigmomanómetro e disse:

– Há muita pressão. Isso é Pulsação Narrativa. Você precisa escrever meu filho!

– Pulsa… o quê? Gaguejou, atropelando as palavras. Ele devia estar brincando, pensou.

E estava mesmo. Sorriu, pegou o polegar direito de Jorge Arthur e espetou uma espécie de caneta com agulhas. O sangue apareceu de forma tímida. Foi o suficiente para inseri-lo num pequeno equipamento digital.

– E além disso, está com a glicose muito alta, diagnosticou o médico.

Sentou-se e começou a rabiscar. Parecia estar prescrevendo uma receita ou um atestado médico. Entregou os dois papeis e o profissional dos bytes sem enxergar muito bem devido à cirurgia nos olhos (lasik) recente, pegou e saiu.

Entrou na farmácia para aviar as duas receitas. A moça olhou e devolveu uma. Disse que não vendia ali. Notou um olhar meio desconfiado, como a esconder uma risada incontida. Jorge Arthur guardou a caixa de Cloridato de Metformina (genérico para Glifage XR500) e se dirigiu a outra farmácia.

Entregou a outra receita, muito maior e com mais itens. A moça riu e disse-lhe:

– Senhor, não vendemos livros aqui!

Retornou para casa e com uma lupa de grande ampliação leu: Continue lendo

Publicado em O Crepúsculo do Dragão | Com a tag , | 1 Comentário

Aonde você estava em 1978? O DJ Henrique Beethoven estava com Karen Young, Hot Shot!

Para ouvir a música, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Publicado em DJ Henrique Beethoven | Deixe um comentário

DJ Henrique Beethoven – O início!

vitrola_philips503 O ano era 1974 e foi numa garagem da Vila Militar General Gurjão, localizada à Av. 16 de Novembro em Belém do Pará que iniciei meu ofício de DJ.

Foi por acaso. Havia ganho uma vitrola Philips modelo 503 num sorteio da Secretaria de Fazenda do Estado do Pará.

Além de frequêntar a sede campestre do Círculo Militar aos domingos, não se tinha muita coisa para fazer aos sábados à noite.

A idéia de se instituir um “Hi-fi” partiu da Andréa, filha do Maj. Costa. Digamos que eu não era um modelo de beleza e como não tinha vez com as “pequenas” o jeito era cuidar da vitrolinha e fazer o povo dançar.

A tertúlia começava às 20h e só tocava duas músicas: Kung Fu Fighting de Carol Douglas e Feelings de Morris Albert. Às 22 horas encerrava o baile.

E eu pergunto: aonde você estava em 1974? Com Carol Douglas, Kung Fu Fighting!

Para curtir a música, clique no Áudio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Baile dos anos 70

Publicado em DJ Henrique Beethoven | Deixe um comentário

Desejo a você!

desejo_voceDentre os vários escritos de Vitor Hugo, o ilustre romancista francês, há um poema de profunda sensibilidade e grandiosa beleza que diz o seguinte:

Para ouvir o poema de Vitor Hugo na voz do jornalista Paulo Roberto Oliveira do Momento Espírita, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

ou

Para ouvir o poema de Vitor Hugo na versão “Amor pra recomeçar” de Frejat & Barão Vermelho, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Desejo, primeiro, que você ame, e que, amando, também seja amado. E que se não for, seja breve em esquecer. E que, esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo também que tenha amigos, ainda que maus e inconsequentes. Que sejam corajosos e fiéis, e que pelo menos num deles você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim, desejo ainda que você tenha adversários. Nem muitos, nem poucos, mas na medida exata para que, algumas vezes, você se interpele a respeito de suas próprias certezas.

E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo, para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo, depois, que você seja útil, mas não insubstituível. E que nos maus momentos, quando não restar mais nada, essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo, ainda, que você seja tolerante, não com os que erram pouco, porque isso é fácil, mas com os que erram muito e irremediavelmente, e que fazendo bom uso dessa tolerância, você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem, não amadureça depressa demais, e que, sendo maduro, não insista em rejuvenescer, e que, sendo velho, não se entregue ao desespero.

Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor, e é preciso deixar que aconteçam no tempo certo.

Desejo, por sinal, que você seja triste, não o ano todo, mas apenas um dia. E que nesse dia descubra que o riso diário é bom, o riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra, com a máxima urgência, acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo, ainda, que você afague um gato, alimente um cuco e ouça o João-de-barro erguer triunfante o seu canto matinal porque, assim, você se sentirá bem por pouca coisa.

Desejo também que você plante uma semente, por mais minúscula que seja, e acompanhe o seu crescimento, para que saiba de quantas muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro, porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele na sua frente e diga: Isso é meu, só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra, por ele e por você, mas que, se morrer, você possa chorar sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo, por fim, que você, sendo homem, tenha uma boa mulher, e que sendo mulher, tenha um bom homem e que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes, e quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda haja amor para recomeçar.

* * *

Muitas vezes, desejamos que a vida seja feita apenas de coisas que nos parecem agradáveis, esquecidos de que são os obstáculos que nos fortalecem e nos fazem evoluir.

São as responsabilidades que nos pesam aos ombros que nos mantêm com os pés no chão, e as forças contrárias servem de testes para nossa resistência.

Assim sendo, só podemos avaliar o valor das circunstâncias pelas lições que nos deixam depois que passam.

Pensemos nisso!

Publicado em Leituras & Cia | 1 Comentário

ESE/Cap 28/Coletânea de preces espíritas/Por um suicida

Resgate por amor - Jesus ajudando um suicida VI – Por Um Suicida

71 – Prefácio – O homem não tem jamais o direito de dispor da sua própria vida, pois só a Deus compete tirá-lo do cativeiro terreno, quando o julgar oportuno. Apesar disso, a justiça divina pode abrandar o seu rigor, em virtude de certas circunstâncias, reservando, porém, toda a sua severidade para aquele que quis furtar-se às provas da existência. O suicida assemelha-se ao prisioneiro que escapa da prisão antes de cumprir a sua pena, e que ao ser preso de novo será tratado com mais severidade. Assim acontece, pois com o suicida, que pensa escapar às misérias presentes e mergulha em maiores desgraças. (Cap. V, nº 14 e segs.)

72 – Prece – Sabemos qual a sorte que espera os que violam a vossa lei, Senhor, para abreviar voluntariamente os seus dias! Mas sabemos também que a vossa misericórdia é infinita. Estendei-a sobre o Espírito de Fulano, Senhor! E possam as nossas preces e a vossa comiseração abrandar as amarguras dos sofrimentos que suporta, por não ter tido a coragem de esperar o fim das suas provas! Bons Espíritos, cuja missão é assistir os infelizes, tomai-o sob a vossa proteção; inspirai-lhe o remorso pela falta cometida, e que a vossa assistência lhe dê a força de enfrentar com mais resignação às novas provas que terá de sofrer, para repará-la. Afastai dele os maus Espíritos, que poderiam levá-lo novamente ao mal, prolongando os seus sofrimentos, ao fazê-lo perder o fruto das novas experiências. E a ti, cuja desgraça provoca as nossas preces, que possa a nossa comiseração adoçar a tua amargura, fazendo nascer em teu coração a esperança de um futuro melhor!. Esse futuro está nas vossas próprias mãos: confia na bondade de Deus, que espera sempre por todos os que se arrependem, e só é severo para os de coração empedernido.

Para ouvir a Prece por um suicida do cap. XVIII do Evangelho Segundo o Espiritismo, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

“[…] Enquanto não estivermos todos unidos aos corações que mais amamos não seremos completamente felizes. É por isso que, muitas vezes, quando os relógios apontam as seis horas da tarde, muitos de nós sentem suave melancolia, ou, dependendo do nosso problema, uma tristeza grande, porque essa é a hora em que Maria, mãe de Jesus, recolhe a súplica de todas as criaturas. É a hora em que até no Vale dos Suicidas o silêncio acontece. É a hora em que, no Hospital Maria de Nazaré, todos voltam o olhar para o chão, para implorar a proteção da mãe de Jesus ao seu recomeço”.
Fonte: Mayse Braga – Suicídio – Palestra realizada na Comunhão Espírita de Brasília

Para ouvir a Ave Maria de Gounoud na voz de Beniamino Gigli, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

[insTrUTOR] Como dar aulas particulares de informática

Olá Amigo Quemel, eu trabalho na área de informática, montei minha pequena assistência técnica em informática e estou pretendendo ministrar cursos particulares, pois sempre aparece procura de clientes por esse tipo de serviço, no entando queria ver com você se tem planos de aulas para que eu possa ter uma ideia para que eu possa da continuidade nesse projeto!

Grato, parabéns pelo Blog excelente!
Abraços!
Misael Ribeiro

Caro Misael, salve!
Para dar início ao seu projeto você precisa conhecer o seu aluno e as necessidades de conhecimento dele. Para isso você deve usar o Levantamento de Necessidades de Treinamento Personalizado – LNTP.

Adaptei esse documento para identificar as prováveis necessidades do aluno e o seu perfil como usuário de informática. Todas as questões são de respostas obrigatórias. Se alguma ficar em branco e esse conhecimento ficará prejudicado. No item b.7 (Perfil do Curso) deve-se usar também o Termômetro do Conhecimento.

Feita a análise do LNTP e caso não fique claro qual a intenção do futuro aluno, você deve cobrar dele um projeto de aprendizado. Só aceito alunos para treinamento personalizado mediante a entrega do projeto. Por exemplo, certa vez tive um aluno que queria escrever um livro e não tinha afinidade nenhuma com a informática. As aulas iniciaram com a compra do notebook até a criação de modelos em formato A4 no Microsoft Word.

Você então deve elaborar um plano de curso com os objetivos gerais, cronograma e os objetivos específicos. Transformar os objetivos específicos em planos de aulas e adaptá-los da melhor forma possível para seu aluno. Importante também será o material didático. Você elaborará o material? Usará livro ou apostila encontrada na internet? Tudo precisa ficar definido antes, caso contrário suas aulas particulares estarão fadadas ao fracasso por ausência de um detalhado planejamento. Continue lendo

Publicado em InsTrUTOR | 5 Comentários

Assistência Técnica em Informática, vale a pena?

“A tecnologia da informação (TI) mudou completamente a forma como as pessoas trabalham, se comunicam e se divertem. O microcomputador, o equipamento básico gerador desta revolução digital, tornou-se o personagem central do salto produtivo das empresas, da redução de custos de comunicação e da transmissão de conteúdos informativos e de entretenimento. Crianças, jovens e adultos passam horas em frente a um computador, desempenhando as atividades mais elementares da vida cotidiana. O número de computadores pessoais em uso no planeta já ultrapassou a marca de 1 bilhão de unidades. Continue lendo

Publicado em Doutor Computador | 14 Comentários

A falênsia da comunicassão

Caro leitor, cara leitora, salve!

Esse texto foi produzido como exercício na disciplina de Redação Jornalistica II sob a supervisão da professora doutora Florence Dravet (Universidade Católica de Brasília).

A pegadinha do primeiro parágrafo comprovou a tese de Nicholas Carr em seu livro A geração superficial – O que o Google está fazendo com nossos cérebros. Afirma o autor que depois da Internet, as pessoas não leem mais do que 20 linhas.

O episódio com o estagiário foi verídico e aconteceu quando era coordenador de estágio entre 2004 e 2008. O estudante cursava Tecnologia da Informação em uma instituição de ensino superior no Distrito Federal.

O texto causou polêmica. Fui taxado de analfabeto e praticante do “analfabestismo” funcional. Leia até o fim e descubra o porquê!

==========================================================

Por Luiz Henrique Quemel
Especial para o Correio Braziliense

Como fasso para ser um proficional de sucesso? Poço participar do processo de estágio? As duas orações não fazem parte de auguma obra de ficção, mas de tópicos postados em foruns de informática por adolescentes aspirantes às carreiras de tecnologia da informação. A maioria tem aver com orientação vocassional, mas grande parte está relacionada com informação proficional. Continue lendo

Publicado em Carreiras Digitais & Cia | 20 Comentários

[InsTrUTOR] Plano de aula de informática

Quando comecei a ministrar aulas de informática pensei que poderia usar os mesmos métodos para diferentes públicos. A aula que ministrava para adolescentes não se adaptava para os adultos, que por sua vez nem chegava a motivar idosos. Tive que aperfeiçoar os objetivos instrucionais.

Foi quando me socorri do método de alfabetização de adultos do educador Paulo Freire. A partir daí, as aulas começaram a atingir seus objetivos. Ao adaptar os objetivos instrucionais com o método do grande educador é que as aulas de introdução à informática tornaram-se sessões de divertimento. Nunca mais abandonei a estratégia, fosse aula de banco de dados ou economia de serviços.

Ainda lembro da aula que ministrei sobre os componentes do computador. Editei um jornalzinho e publiquei nos classificados a venda de dois computadores de configurações diferentes. Solicitei que a turma escolhesse o melhor computador. O que eu planejara meticulosamente, acontera de fato: eles escolheram o PC on board como se fosse o melhor. Continue lendo

Publicado em InsTrUTOR | 64 Comentários

5 de Maio – Salve o Dia Nacional das ComunicAÇÕES

Marechal Cândido Mariano Rondon Patrono: Cândido Mariano da Silva Rondon

Nasceu a 5 de maio de 1865, em Mimoso, próximo a Cuiabá, Mato Grosso. Muito cedo Rondon despertou seu pendor para a carreira das armas. Durante sua vida, Rondon dedicou-se a duas causas mestras: a ligação dos mais afastados pontos da fronteira e do sertão brasileiro aos principais centros urbanos e a integração do indígena à civilização. Somente uma ou outra tarefa teriam bastado para justificar o nome de Rondon na História. Mas o ilustre militar foi muito além.

Na primeira empreitada, Rondon desbravou mais de 50.000 quilômetros de sertão e estendeu mais de 2.000 quilômetros de fios de cobre pelas regiões do País, ligando as mais longínquas paragens brasileiras pela comunicação do telégrafo. Como indigenista, pacificou tribos, estudou os usos e costumes dos habitantes dos lugares percorridos, participou da criação de medidas legais de proteção aos silvícolas. Tanto que, a 7 de setembro de 1910, foi nomeado diretor da Fundação do Serviço de Proteção aos Índios, precursora da atual Fundação Nacional de Assistência ao Índio, em face do muito que já realizara e da estatura moral e intelectual patenteada em toda sua carreira. Continue lendo

Publicado em Clipping | Deixe um comentário

De que vale a Geração Y?

Por Rodolfo Araujo*

Não entendo este estardalhaço todo que fazem em torno da Geração Y. Dizem que são antenados com as novidades tecnológicas, criam maravilhas em seus quartos e garagens, são culturalmente proativos e têm especial talento para questionar o status quo.

Pois os Baby Boomers também se adaptaram rapidamente à TV em cores, levaram o homem à Lua, celebraram a paz e o amor em Woodstock e chacoalharam países inteiros com suas revoluções estudantis.

Depois veio a Geração X que dominava o play e o stop do videocassete e do walkman, desenvolveu e disseminou os computadores pessoais (e a Internet), massificou os movimentos culturais e derrubou o muro de Berlim.

Certamente que esta nova geração também está fazendo por merecer seu destaque na história da humanidade, em todos os aspectos destacados no primeiro parágrafo. Mas ela é a primeira que exige aplausos antes de concluir sua obra. Se há um traço de personalidade marcante nos Ys, este é o narcisismo.

Tomemos como exemplo os maiores sucessos da Internet: o Facebook pergunta “no que você está pensando agora?”, enquanto o Twitter quer saber “o que está acontecendo [com você]?” São dois pedidos explícitos para você mostrar seu umbigo, como se todos quisessem vê-lo. Como se todos fossem curtir o fato de você ter comido outro Kit Kat, ou retuitar seu vídeo declarando seu amor pelo Restart.

Menos, pessoal, menos. Antes de se sentar na janela, você precisa entender um pouco como o ônibus funciona, para onde ele está indo e quem já estava dentro dele quando você entrou. Você deverá comprar sua passagem, porque a que o seu pai lhe deu não vai levar você a todos os lugares que quer ir. Até porque, a maioria dos lugares você não faz a menor ideia de onde fica. Fonte: * Rodolfo Araújo

Publicado em Carreiras Digitais & Cia | 1 Comentário

[Alma gêmea] Com amor, ternura e carinho

Coração_da_Moça* Por Emmanuel

Alma gêmea da minha alma,
Flor de luz de minha vida
Sublime estrela caída
Das belezas da amplidão.

Quando eu errava no mundo…
Triste e só, no meu caminho
Chegaste, devagarinho,
E encheste-me o coração.

Vinhas na benção das flores
Da divina claridade,
Tecer-me a felicidade
Em sorrisos de esplendor!

És meu tesouro infinito.
Juro-te eterna aliança
Porque sou tua esperança,
Como és todo meu amor!

Alma gêmea de minha alma
Se eu te perder algum dia…
Serei tua eterna agonia,
Da saudade nos seus véus…

Se um dia me abandonares
Luz eterna dos meus amores,
Hei de esperar-te, entre as flores
Da claridade dos céus.

* Essa é a poesia do senador Públio Lêntulus Cornelius, escrita quando ainda era um jovem, na encarnação que viveu na Roma antiga, dedicada a Lívia, com quem se casou. Essa história encontra-se no livro “Há dois mil anos” (Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira).

Ouça a música Alma Gêmea no player abaixo:

Publicado em O Crepúsculo do Dragão | Deixe um comentário

Notebook Positivo Unique S1991? Não recomendo a compra!

consomeDOREssa máquina chegou recentemente ao laboratório para resolver problemas de lentidão. Estava carregando diversos programas que são oferecidos de forma gratuita, mas depois ficavam dando mensagens baseadas na pedagogia do terror: seu sistema está infectado, compre o nosso antivírus, etc.

Removido os programas mesmo assim a lentidão em abrir os programas inclusive na internet (10 mega – Oi Velox) continuava.

Fui investigar o hardware. É o pior possível: processador Intel Celeron de 1.5Ghz, memória de 2GB, mas utilizável apenas 1.4GB em função de não ter placa de vídeo. Essa é a primeira vez que conheço um notebook com apenas 3 células de baterias, onde o mínimo seriam 4 células. Como forma de ludibriar o usuário neófito acompanha um óculos 3D dando a impressão que a máquina ordinária pode oferecer suporte satisfatório à tecnologia.

Para completar o desespero do usuário roda o Windows 8.1 de 64 bits. Nem aumentando a memória virtual (swapfile) para 8GB o problema da lentidão foi resolvido. E o pior é a montagem física do notebook: contém apenas um slot de memória o que impede a adição de outro pente de memória ram. O hd é montado apenas com quatro parafusos e a bateria é fixa no interior do gabinete. Se você instalar qualquer antivirus e a morte do notebook está decretada pela lentidão.

Para se ter uma performance satifastória o ideal seria uma máquina com processador Intel Core I3, 6GB de Ram, hd de 500GB, bateria de 4 celulas, tela de 14″ e unidade de DVD-RAM.

Numa pesquisa rápida pela internet pude localizar várias reclamações. A primeira é bem interessante. Portanto, equipamentos Positivo estão proibidos no laboratório do Doutor Computador. Não valêm a pena.

Reclamação contra lentidão travamento do Notebook Positivo Unique S1991

HD não presta: notebook Positivo Unique S1991

Notebook Positivo S1991: Novo problema – Tela LCD

Comprou dois notebooks Positivo Unique S1991 – Dois defeitos diferentes

Reclame Aqui: 73 reclamações contra o notebook Positivo Unique S1999

Publicado em consomeDOR, Doutor Computador | 33 Comentários

Ogum – Orixá guerreiro – 23 de abril

O arquétipo de Ogum é o das pessoas fortes, aguerridas e impulsivas, incapazes de perdoar as ofensas de que foram vítimas. Das pessoas que perseguem energicamente seus objetivos e não se desencorajam facilmente. Daquelas que, nos momentos difíceis, triunfam onde qualquer outro teria abandonado o combate e perdido toda a esperança. Das que possuem humor mutável, passando de furiosos acessos de raiva ao mais tranqüilo dos comportamentos. Finalmente, é o arquétipo das pessoas impetuosas e arrogantes, daquelas que se arriscam a melindrar os outros por uma certa falta de discrição quando lhe prestam serviços, mas que, devido à sinceridade e franqueza de suas intenções, tornam-se difíceis de serem odiadas.

“Ogum é o guerreiro, general destemido e estratégico, é aquele que veio para ser o vencedor das grandes batalhas, o desbravador que busca a evolução.

Defensor dos desamparados, Ogum andava pelo mundo comprando a causa dos indefesos, sempre muito justo e benevolente. Ele era o ferreiro dos orixás, senhor das armas e dono das estradas. Irreverente, pois é um orixá valente, traz na espada tudo o que busca.

Protetor dos policiais, ferreiros, escultores e todos os guerreiros”. [Saiba mais]

Publicado em Clipping | Deixe um comentário

Coisas que você talvez não saiba sobre São Jorge

São Jorge Guerreiro No mesmo dia em que morreu São Jorge, 23 de abril, também faleceram os escritores Miguel de Cervantes e William Shakespeare. Na Espanha e na Inglaterra, o Dia de São Jorge é também o do livro.

O santo foi citado na letra de “Flash of the Blade”(1984), da banda inglesa Iron Maiden, como uma apologia à força e à luta contra o mal.

A cruz presente na bandeira da Inglaterra é uma referência à Cruz de São Jorge, o Santo Padroeiro do país. Mas, desde 1893, esse título pertence oficialmente a São Pedro.

O Vaticano chegou a retirar o Dia de São Jorge do calendário da Igreja. Alguns dizem que a medida foi tomada depois que o santo passou a ser reverenciado nos rituais de religiões africanas. Na Umbanda, ele é Ogum, e no Candomblé, Oxossi.

Uma das “regras” do jogo do bicho, proibido no Brasil desde a década de 1940, é não aceitar apostas no cavalo no dia do santo. Isso teria surgido depois que a filha de um bicheiro foi assassinada na véspera de um 22 de abril, no apartamento 44, uma das dezenas do cavalo. No dia seguinte, “deu” cavalo na cabeça. Os bicheiros quebraram por conta de tantas apostas vencedoras.

Publicado em Escovando bytes | Deixe um comentário

23/Abril – Salve Ogum!

Publicado em Clipping | Deixe um comentário

Salve 23 de Abril – Dia Mundial do Livro!

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Salve 23 de Abril!

OGUM_SAOJORGE

Publicado em Clipping | 1 Comentário

Ponto de Ogum

ogum_deity “Eu tenho sete espadas para me defender
eu tenho Ogum em minha companhia
Ogum é meu pai, Ogum é meu guia
Ogum é pai… Fica com Deus e a virgem Maria.”

“Eu tenho sete espadas para me defender
eu tenho Ogum em minha companhia
Ogum é meu pai, Ogum é meu guia
Ogum é pai… Fica com Deus e a virgem Maria.”

“Eu tenho sete espadas para me defender
eu tenho Ogum em minha companhia
Ogum é meu pai, Ogum é meu guia
Ogum é pai… Fica com Deus e a virgem Maria.”

Publicado em Escovando bytes | Deixe um comentário

Racionais: Jorge da Capadócia

saojorge Composição: Jorge Ben Jor

Jorge sentou praça na cavalaria
E eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia
Eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Para que meus inimigos tenham pés, não me alcancem
Para que meus inimigos tenham mãos, não me peguem, não me toquem

Para que meus inimigos tenham olhos e não me vejam
E nem mesmo um pensamento eles possam ter para me fazerem mal

Armas de fogo, meu corpo não alcançará
Facas, lanças se quebrem, sem o meu corpo tocar
Cordas, correntes se arrebentem, sem o meu corpo amarrar
Pois eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge

Jorge é de Capadócia, viva Jorge!
Jorge é de Capadócia, salve Jorge!

Para ouvir a canção, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Coisa de Jorge – Lider dos Templários

saojorgeComposição: Jorge Aragão, Jorge Ben Jor, Jorge Vercilo e Jorge Mautner

Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo Brasileiro, Brasileiro guerreiro
São Jorge cavaleiro da flor,
São Jorge protetor, protetor, protetor

Oxóssi da mata, Ogum do Ferro
Salamâleico, âleicon, salamalan

Estórias de um Santo lutador
Líder soberano dos templários
No povo a sua força se perpetuou
E hoje vive em nosso imaginário,
E hoje vive em nosso imaginário

Mas todo imaginário tem valor
E pode transformar esse cenário
A mente criadora é um dom maior
Naqueles que são revolucionários
Naqueles que são revolucionários Continue lendo

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Georgia e Jorge

Composição: Jorge Ben Jor

Jorge Jorge (Georgia Georgia)
Isso é que é vida
Isso é que é viver
Céu azul, sol e mar
Isso é que é viver
Chuva de verão, meu violão
Muito amor e você

Que me importam o que digam
Que eu não sou ninguém
Que eu não tenho estudos

Sou até anti-social
Que eu devo procurar o meu lugar
Que eu sou pobre sem tostão

Ah mas eles não sabem
Ah não sabem não

Que eu sou nobre
Tenho um bom coração
Pois na minha oração

Eu rezo com muita fé
Eu rezo com muita fé
E não peço nada

Eu só agradeço a Deus
Por você ser minha namorada

Para ouvir a canção, clique no Audio Player abaixo:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Especial Pra São Jorge

São Jorge Composição: Pece Ribeiro

Vou acender velas para São Jorge
A ele eu quero agradecer
E vou plantar comigo-ninguém-pode
Para que o mal não possa então vencer

Olho grande em mim não pega
Não pega não
Não pega em quem tem fé
No coração

Ogum com sua espada
Sua capa encarnada
Me dá sempre proteção

Quem vai pela boa estrada
No fim dessa caminhada
Encontra em Deus perdão

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

[insTrUTOR] Errar é humano!

Errar é humano” foi o tema da aula sobre processadores de texto que ministrei para minha turma de inclusão digital numa escola de informática e cidadania. Forneci um papel A5 (210 x 148) para cada educando e pedi que redigissem apenas um parágrafo. Dei cinco minutos para a tarefa.

Mostrei a diferença entre um processador de texto manual (manuscrito) e um processador de texto eletrônico (Writter e Word). Mostrei que se aprendessemos a filosofia de um processador de texto, seria fácil usá-lo, fosse o Word (Office) ou Writter (OpenOffice). Em seguida dei uma folha A4 (297 x 210) com vários parágrafos impressos e pedi que digitassem em apenas 5 minutos. Houve protestos!

– Hei professor, isso não acaba em menos de 60 minutos. Não tenho sessenta minutos para perder com digitação.

– Classe, eu digito em apenas sete segundos. Abri o Microsoft Word 2016 e digitei:

=rand(5,5) . Eles acharam que foi bruxaria, feitiçaria, magia e nisso a aula ia…

A partir desse momento descontraído, o conhecimento fluiu de forma espontânea. Contei sobre o mistério do comando RAND (descubra você também o que ele faz) e sobre o tema proposto. “Herrar é o mano” foi título da redação mais curta da história. Diz assim:

“Minha mãe vai ter um filho e ele se chamará Herrar, pois Herrar é o mano”.

Meus alunos foram mais criativos. Especialmente aquele que me fez gargalhar ao ler sua redação:

“Errar é humano – Ouço isto há bem tempo, mas agora acabei de crer que é verdade, pois até o professor Quemel herra; ele é o mano!”

 

Publicado em InsTrUTOR | 4 Comentários

53? Há males que vêm PARA…BÉNS!

Letra: Guilherme Arantes

Eu vivo sempre no mundo da lua.
Porque sou um cientista
O meu papo é futurista
É lunático.

Eu vivo sempre no mundo da lua.
Tenho uma alma de artista
Sou um gênio sonhador
E romântico.

Eu vivo sempre no mundo da lua.
Porque sou aventureiro
Desde o meu primeiro passo
Pro infinito.

Eu vivo sempre no mundo da lua.
Porque sou inteligente
Se você quiser vir com a gente
Venha que será um barato.

Pega carona nessa cauda de cometa
Ver a Via Láctea, estrada tão bonita
Brincar de esconde-esconde numa nebulosa
Voltar pra casa nosso lindo balão azul.

Publicado em Escovando bytes | Deixe um comentário

[insTrUTOR] A fóvea em aula de Excel 2016

reading_brain A turma composta só por mulheres ficou constrangida quando perguntei se elas usavam as suas respectivas fóveas. Se nos estivéssemos na Escolinha do Professor Raimundo (Chico Anísio), decerto que a Dona Bela, personagem puritana interpretada por Zezé Macedo, teria desmaiado na hora. Eu não possuo na turma o CDF Ptolomeu (Zizo Neto) para me socorrer neste momento de constragimento. Mas a partir dai foi só divertimento, pois a aula encontrou seu lado lúdico.

A pergunta relativa à fóvea deu-se porque elas não estavam conseguindo visualizar as Faixas de Opções próximas à Barra de Menu. Expliquei que o uso otimizado da fóvea auxiliaria na leitura dinâmica, por que é capaz de abranger uma área maior de leitura horizontal e não somente sua área de foco.

Quando comecei a desenhar a fóvea, então o constrangimento foi maior, haja vista que não sou um bom desenhista. O mal estar provocado pela pergunta se desfez quando eu expliquei de forma (neuro)didática o significado da palavra. Teve educanda que pensou (literalmente) bobagem, mas não quis revelar o conteúdo.

Ao pesquisar na Internet sobre a palavra tivemos uma enxurrada de conceitos, nem sempre corretos. Por isso prefiro que você tenha contato (pela primeira vez) com o conceito de fóvea usando uma apresentação do neurocientista Stanislas Dehaene em seu livro Os neurônios da leitura. Clique aqui para baixar a apresentação

Publicado em InsTrUTOR | Deixe um comentário

Infoajuda, valeu!

Caros leitores, caras leitoras, salve!

No dia 17 de abril de 2007 publicava minha última coluna INFOAJUDA no jornal Correio Braziliense. Os 204 mil leitores do suplemento de Informática não ficaram órfãos. Fui substituído pelo meu ex-professor e mestre Jedi Danilo Berardo.

Após o meu desligamento voluntário encontrava com leitores a me informarem que ainda liam minha coluna no jornal. Esses generosos leitores durante muito tempo me confundiram com meu “clone-e-irmão-gêmeo-separado-na-infância” Danilo Berardo.

Alguns até estranharam o “novo” colunista quando ele fez uma cirurgia e perdeu alguns quilinhos. Só ai que descobriram que na verdade eu-não-era-ele–e–ele-não-era-eu.

Danilo foi meu professor e mestre na Hepta Informática (Solution Provider Microsoft) à epoca da minha formação em Windows 2000 server.

Por causa do trabalho no suplemento de informática cursei jornalismo na Universidade Católica de Brasilia. Sob a supervisão de outro mestre e companheiro, Renato Ferraz, tive a opotunidade de todas as sextas-feira aprender em 60 minutos o que às vezes não conseguia aprender nos quatro meses do semestre letivo.

O filósofo francês Jean Paul Sartre dizia que: “Mestre não é aquele que que forma discípulos, mas outros mestres…“.

O único problema do ex-chefe é um defeito gravíssimo: torcedor de um Club SPORTivo do Recife. Não sei nem o nome, mas ao que tudo indicava pela cor da camisa devia ser um desses flamengos-da-vida

Valeu Renato Ferraz, valeu Danilo Berardo!

Publicado em Doutor Computador | Deixe um comentário