[consomeDOR] Asterisco* vigarista

Ele é o campeão nos anúncios de produtos e serviços de informática e telecomunicações. Aparece mais de cinco vezes na hora de anunciar um computador. Geralmente induz o consumidor ao erro porque justifica o injustificável. Ele é o asterisco (*) e sempre oculta o que os anunciantes têm vergonha em mostrar: a verdade.

Seu mais novo golpe é a revelação digital de fotos a R$ 0,34. O cliente descarrega o chip de memória e autoriza a reveleção. Na hora de pagar, surpresa: a conta não bate. O ot@rio (deixou de ser consumidor e principalmente cidadão quando entrou na loja) põe os óculos e vê em letras quase invisíveis o safado do asterisco logo ali, ao lado dos R$ 0,34* e descobre que na verdade não era bem assim uns “trinta e quatro centavos” quaisquer.

* de 01 a 49 fotos – R$ 0,65
de 50 a 299 fotos – R$ 0,55
de 300 a cima – R$ 0,34

Asterisco safado ** (olha nos asteriscos duplos)

** Um asterisco incomoda muita gente, dois asteriscos incomodam, incomodam muito mais.

Raios, raios duplos, raios triplos, raios quádruplos…

Publicado em consomeDOR | Deixe um comentário

[consomeDOR] Pior que o asterisco* vigarista

Pior do que ter nos anúncios o asterisco vigarista, é o safado se associar ao “grátis“. Na internet caso você registre o seu domínio, paga apenas a metade do valor de mercado** e se isso não bastasse, ainda leva: hospedagem, e-mail, blog e outros benefícios tudo GRÁTIS*.

Em letras pequenas vêm as explicações: para os dois asteriscos (**) é apenas dominios internacionais. Para o asterisco vigarista associado ao “grátis*” explica que somente se veicular propaganda online.

Pior que o asterico vigarista associado ao grátis*, somente o “10 vezes sem juros“. Depois falo dele, mas vão pensando ai: se o produto no mercado e em todas as lojas custa R$ 100, por que insistem em vender o mesmo produto em 10 x de R$ 20, sem juros?

Publicado em consomeDOR | Deixe um comentário

Francisco de Assis, psicografia de João Nunes Maia

Francisco de Assis Não me surpreendi com a escolha do Cardeal Jorge Mario Bergoglio para conduzir a Igreja de Pedro e, principalmente pela escolha do nome Francisco.

Surpreendente mesmo foi ter lido Francisco de Assis, psicografia de João Nunes Maia pelo espírito Miramez.

Foi sossegado numa rede em Porto das Dunas (Ceará) que pude me emocionar com o livro. Solitário, sim. Sozinho, nunca!

Todas as noites encontrava com amigos da espiritualidade para lermos o livro.

Certa feita, um amigo do invisível me dizia ser a publicação um tratamento de desobsessão e ao mesmo tempo contra a depressão. Continue lendo

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

[Livro] Atividade de Inteligência e Legislação Correlata

A série “Inteligência, Segurança e Direito” é inaugurada com a presente obra “Atividade de Inteligência e Legislação Correlata”, de autoria do Dr. Joanisval Brito Gonçalves.

Entende-se por inteligência, de acordo com o art. 2o da Lei nº 9.883, que criou a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), “a atividade que objetiva a obtenção, análise e disseminação de conhecimentos, dentro e fora do território nacional, sobre fatos e situações de imediata ou potencial influência sobre o processo decisório e a ação governamental e sobre a salvaguarda e a segurança da sociedade e do Estado”.

Mas o que vem a ser realmente inteligência? É o mesmo que espionagem? Então, o que vem a ser espionagem? Há outros tipos de inteligência além daquela realizada por espiões? E informações, é a mesma coisa? Qual o objetivo da inteligência? A quem ela serve ou deve servir? E a contrainteligência? São todas essas perguntas que se pretende responder nas páginas da obra em questão. Continue lendo

Publicado em Leituras & Cia | Com a tag | 8 Comentários

Banha de porco salva vidas

O estado do Mississipi, nos EUA, tem uma tradição de comida gordurosa. A banha de porco está sempre presente na dieta.

Graças a isso, o estado está no primeiro lugar no ranking dos EUA da obesidade, da hipertensão e das doenças cardio-vasculares, e no segundo lugar da diabete.

Se a banha de porco nos EUA mata, em Israel é antídoto contra os kamikazes em tentativas de ataques terroristas.

Não existe um estudo conclusivo, mas desde que as autoridades religiosas judaicas deram sinal verde para uma medida nada ortodoxa de proteção contra os homens-bomba palestinos, foi registrado apenas um ataque do gênero em Israel. Jornais israelenses noticiaram que um rabino havia aprovado a idéia de colocar na entrada dos ônibus, alvos preferenciais dos homens-bomba, sacos plásticos contendo banha de porco.

O estratagema se baseia no sentido religioso das ações dos kamikazes palestinos, que acreditam no acesso direto ao paraíso para os ‘‘mártires’’. Como o porco é considerado impuro pelos muçulmanos — assim como pelos judeus —, especialistas de segurança israelenses apostaram na banha de porco como arma de dissuasão. Homens-bomba poderiam ter medo de serem ‘‘barrados’’ no céu se chegassem manchados de gordura suína.

“‘Não existe nenhum impedimento a utilizar bolsas com banha de porco: a preservação da vida está acima de todos os preceitos religiosos’’, diz a sentença do juiz Eijal Tora, do Tribunal Rabínico de Jerusalém.

Publicado em Clipping, F.O.C.A. | Deixe um comentário

Recomendo: cartucho recarregável da Epson

Cartucho recarregável EpsonQuando escrevia para jornais de Brasília e pelo fato de ainda não ser jornalista diplomado e de não depender dessa profissão para sobreviver, comecei a afrontar algumas empresas de tecnologia. A Hewlett-Packard mais conhecida pelo acrônimo HP foi a empresa que mais enviou reclamações contra as minhas matérias cada vez que eu contrariava os seus interesses. Queriam a minha “demissão” e faziam uma “pressãozinha” para os donos dos jornais.

Mas quando o comercial informava que eu vendia 204 mil jornais às terças-feiras, representando cerca de R$ 400 mil reais, a demissão era logo esquecida.

Uma das matérias que em 2001 causou grande repercussão referia-se a cartuchos similares ou compatíveis para as impressoras HP series 600. Mostrei que os cartuchos fabricados pela Extralife e Maxprint eram tão bons quanto os originais e caros da HP. A Hewlett-Packard não gostou da matéria. Alegou que eu “desinformava” os leitores e usuários de suas impressoras. A HP até entrou na justiça contra a Extralife, mas perdeu a ação ardilosa.

Mostrei que o litro de tinta vendido pela HP custava cerca de R$ 20 mil reais, enquanto de outros fabricantes não passavam de alguns centavos. Enfim, desde os anos 2000 que passei ser uma “persona-non-grata” para a velhaca HP. E foi muito engraçado quando pedi demissão pela 1ª vez do Correio Braziliense em 2004. houve festa da HP e CTIS que comemoraram a minha saída. Foi por pouco tempo. Quando o número de jornais caiu para 170 mil, fui novamente chamado e em 2005 retornei ao jornal.

Resolvi experimentar os cartuchos recarregáveis da impressora Epson XP-204. Encontrei na Netink não só uma empresa confiável, mas principalmente pelos solícitos técnicos (Gregório, Rafael e Rogerio, aquele abraço!) que todas as vezes que ligava pedindo mais informações tinham a paciência de Jó e sempre dispostos a me fornecer a melhor solução.

Tinta corante para Epson XP-204Confesso que fiquei inseguro para fazer eu mesmo o procedimento, mas com a ajuda da Netink eu consegui. Eram vidrinhos de tintas, seringas, donwgrades, etc. Vejam esses vidrinhos ao lado: se tivesse que pagar para a Epson em cartuchos custariam: R$ 1.600,oo

Agora parto para a experiência de um Bulk-in numa HP8610. Espero que seja somente alegria.

Publicado em Doutor Computador | 2 Comentários

Quem vai cuidar do seu ultrabook em 2018?

  1. PC bebê( ) Quem te vendeu um adaptador wireless USB por R$ 259 e alegou que o preço “embuste” impostos. Você descobriu o mesmo equipamento com nota fiscal, garantia nacional de 12 meses por R$ R$ 199 na concorrência. Pior foi descobrir que todos foram comprados na mesma revenda e de brinde levaram um frasco de Oléus Channel Peroba nº 5.

( ) Quem acabou com TODAS as lojas de assistências técnicas credenciadas e agora só pelo 0800. Depois da Via Crucis, você ainda precisa submeter o equipamento a “perícia” para saber se merece ser trocado.

( ) Quem te ofereceu computador on-board, memória compartilhada e não te avisou da performance?

( ) Quem te deixou plantado igual a um pé de couve e ainda ouvindo: vou estar te transferindo, para estar te ajudando, para estar te auxiliando, para estar…?

( ) Quem te vendeu computador por R$ 799 e ainda disse que eram as “[…] as últimas peças”?

( ) Quem esperou você comprar um computador por R$ 999 e depois baixou para R$ 699 só para agradar o governo?

( ) Quem te vendeu aquele notebook, mas não te avisou que não existe assistência técnica autorizada em sua cidade e por isso se der algum problema terá que ser feito o “recolhe” em São Paulo?

( ) Quem te vendeu aquele notebook, mas não te avisou que mesmo com a nota fiscal a garantia SO YO?

( ) Quem apagou as suas declarações do imposto de renda nos últimos cinco anos por que não sabia onde fazer o backup ao formatar seu ultrabook?

( ) Quem prometeu te socorrer em 48 horas, mas só foi aparecer 144 horas depois e ainda dizendo: “[…] desculpe a nossa pequena demora. Ligue para (11) XXXX XXXX…”

( ) Quem te vendeu um pacote de serviços de assistência técnica por R$ 99, mas não te disse que o suporte gratuito de 90 dias pelo telefone 0300 é pago…?

( ) Aquela empresa que vendeu mais computadores do que a capacidade dos técnicos em prestar suporte técnico seja por e-mail, telefone ou no suporte em domicílio…?

( ) Quem disse que formatar e instalar um sistema operacional é “[…] coisa que qualquer idiota faz…”, você acreditou, mas não soube depois trazer as configurações da sua rede doméstica wireless…?

( ) “[…] Ou talvez aquele que te vendeu um excelente processador, placa de vídeo, placa mãe, HD, memória e mandou junto aquela fonte genérica. Ele apenas esqueceu de avisar que a fonte é de péssima qualidade, e não vai alimentar corretamente a configuração”. Contribuição do leitor Denilson Marcos (Androide Cell) do Forum Guia do Hardware.

Caro cidadão-cliente-consumidor-usuário de bens e serviços de informática, se você ainda sente as consequências do resultado de “proficionais” e “imprezas” que lhe causaram tanto desgosto, não estaria na hora de aproveitar e fazer uma faxina nos seus fornecedores?

Não precisa responder agora, você ainda tem 270 dias para conhecer de fato a “garantia exten…dita” de quem aprontou tudo isso com você.

Quemel,
Bração e boa $orte! (você vai precisar de muita em 2018)

Publicado em consomeDOR | 12 Comentários

[insTrUTOR] A fóvea em aula de Excel 2016

reading_brain A turma composta só por mulheres ficou constrangida quando perguntei se elas usavam as suas respectivas fóveas. Se nos estivéssemos na Escolinha do Professor Raimundo (Chico Anísio), decerto que a Dona Bela, personagem puritana interpretada por Zezé Macedo, teria desmaiado na hora. Eu não possuo na turma o CDF Ptolomeu (Zizo Neto) para me socorrer neste momento de constragimento. Mas a partir dai foi só divertimento, pois a aula encontrou seu lado lúdico.

A pergunta relativa à fóvea deu-se porque elas não estavam conseguindo visualizar as Faixas de Opções próximas à Barra de Menu. Expliquei que o uso otimizado da fóvea auxiliaria na leitura dinâmica, por que é capaz de abranger uma área maior de leitura horizontal e não somente sua área de foco.

Quando comecei a desenhar a fóvea, então o constrangimento foi maior, haja vista que não sou um bom desenhista. O mal estar provocado pela pergunta se desfez quando eu expliquei de forma (neuro) didática o significado da palavra. Teve educanda que pensou (literalmente) bobagem, mas não quis revelar o conteúdo.

Ao pesquisar na Internet sobre a palavra tivemos uma enxurrada de conceitos, nem sempre corretos. Por isso prefiro que você tenha contato (pela primeira vez) com o conceito de fóvea usando uma apresentação do neurocientista Stanislas Dehaene em seu livro Os neurônios da leitura. Clique aqui para baixar a apresentação

Publicado em InsTrUTOR | Deixe um comentário

[Artigo completa 20 anos] PC domestico, alternativa ao desemprego

Artigo publicado em 8 de dezembro de 1998 na seção Plug and Play do jornal O Popular (GO)

Por Luiz Henrique Quemel *

Com a explosão do desemprego, atingindo todas as faixas salariais, o trabalho em casa ressurge como opção do trabalhador para minimizar os efeitos da crise. Um novo tipo de trabalho vem se difundindo, viabilizado pelo avanço das tecnologias de informação e telecomunicação. Pessoas instaladas em suas residências e dispondo de equipamentos de informática tornam suas atividades uma fonte de renda, realizando por conta própria a produção de bens e serviços diretamente para o consumidor.

É nesse contexto que o PC doméstico sai da posição de um simples videogame e torna-se o bem mais demandado e, em alguns casos, mais cobiçado na hora da compra do que o aparelho de televisão. Uma conseqüência imediata é a agregação do núcleo familiar pelo nascimento de microempresas.

Se não considerarmos somente o desemprego como o principal fator para a busca de fontes alternativas de renda e o pleno emprego como um bem em extinção, como explicar por que cada vez mais pessoas compram computadores para o desenvolvimento de atividades produtivas e complementação de renda? Continue lendo

Publicado em Carreiras Digitais & Cia | Deixe um comentário

Sansão, meu cãosultor doméstico


CÃOsultor

Revelo meu mais bem guardado segredo: enquanto não estou no laboratório, quem me substitui é Sansão. Na foto acima, prestando cãosultoria doméstica.

Publicado em Clipping | Deixe um comentário

[Destaque] Blog do QUEMEL – 13 anos

No dia 15 de novembro de 2005 entrava no ar o Blog do Doutor Computador. Resultado da disciplina Comunicação Digital do curso de Jornalismo na Universidade Católica de Brasília. O lançamento foi tímido: apenas uma postagem por semana, sem foco, sem rumo e no Blogspot.

Ao completar 13 anos, o Blog do QUEMEL reúne informações jornalísticas que qualquer editor em sã consciência jamais teria coragem de publicar em seu veículo de comunicação.

Os números são ainda modestos, cerca de mil visitantes por dia (sem contar com os acessos do Sansão, meu cãosultor doméstico que entra 250 vezes por dia).

Publicado em Leituras & Cia | Deixe um comentário

Eu, Dragão de Madeira – 1964

Publicado em O Crepúsculo do Dragão | Deixe um comentário

[Carta a um jovem técnico em informática] Por onde começar?

Doutor Computador

Caro colega, se o problema é apenas a idade, não tema, pois comecei aos 30 anos e quanto mais maturidade, melhor.

Se o problema é o desemprego, sugiro pensar seriamente a questão, pois neste mercado só existe espaço para profissionais, os picaretas e aventureiros permanecem apenas alguns meses.

Sugiro começar a formação com um currículo que denomino “propedêutico”.

1 – FORMAÇÃO BÁSICA
– Curso de montagem e configuração de computadores
– Curso de suite de aplicativos
– Curso de sistema operacional Windows/Linux
– Curso de Disk Operation System (DOS)

2 – FORMAÇÃO DE NEGÓCIOS
– Curso de empreendedorismo ON-LINE do Sebrae
– Curso de Inteligência e Contra-Inteligência
– Estudo sobre empreendedorismo e economia de serviços

3 – FORMAÇÃO AVANÇADA
– Curso de redes de computadores
– Curso de sistema operacionais de rede
– Curso de infra-estrutura de redes
– Montagem de redes wireless
– Manutenção em notebooks

4 – FORMAÇÃO EM CONSULTORIA
– Metodologia da Consultoria Doméstica em Informática
– Plano de Negócios/Marketing na Prestação de Serviços
– Ética profissional para Consultores
– Legislação Básica & Exercício Profissional
– Psicologia do Cliente
– Comportamento do Consumidor
– Atividades de Inteligência e Técnicas Informacionais
– Transformação de Produtos em Serviços
– Identificação de Oportunidades
– Como Cobrar Serviços Profissionais em Informatica

Enfim, sempre paralelo à formação técnica, desenvolva capacidades administrativas e empreendedoras. Por enquanto, não abra uma empresa para consertar computadores.

Uma coisa é você se tornar um excelente técnico em informática e prestar serviços de assistência técnica e outra, totalmente diferente é você administrar e gerenciar uma empresa de prestação de serviços de assistência técnica.

Bração e boa $orte,
Quemel

Publicado em Cartas, Doutor Computador | 19 Comentários

M01A01 – Como você calcula o custo de sua hora técnica?

Qual o custo da sua hora técnica?

Qual sua metodologia de precificação: pelo custo, concorrência ou baseado em valor? Calcule (mesmo que de forma fictícia) o custo de sua hora-técnica em laboratório e o custo de sua hora-técnica on site.

Poste sua contribuição nos comentários e justifique sua resposta.

O participante deverá ser capaz de ao final do exercício especificar o custo da hora técnica e justificar o preço de venda.

Publicado em Doutor Computador | 7 Comentários

Mercado para Consultoria Doméstica em Informática

01 Em função de algumas divergências sobre A coragem de cobrar caro, recupero

alguns dados de mercado. Esses números

refletem um trabalho de Inteligência da CD INFO e está associado a

quanto o cliente está disposto a pagar por serviços classe A. Continue lendo

Publicado em Doutor Computador | 10 Comentários

Módulo 1 – Aula 1: Como cobrar serviços profissionais de informática

e_consultorREFLEXÃO
“Um homem vai pedir emprego. Quando o patrão pergunta quais suas qualificações, o homem responde que tem uma mulher e seis filhos em casa, que a mulher é aleijada, as crianças não tem o que comer, nem o que vestir nem o que calçar, a casa não tem camas, não há carvão no porão e o inverno se aproxima.”

REAÇÃO
Uma lágrima pode descer por cada uma das faces do futuro patrão mas ele não contratará o homem sem que sejam apresentadas qualificações, partindo da idéia que o patrão não acredita em falácias.

O nome desta falácia é Ad Misericordiam , e gostaria que lembrassem deste exemplo na hora de cobrar pelos seus serviços de consultoria ou na hora de combinar salário. Não se pede o quanto se precisa, e sim o quanto se vale. O quanto vale não é o que vai render para a empresa nem o que vai render para quem a presta, mas sim o quanto ela (consultoria) vale de fato.

AÇÃO
Após ler os textos sugeridos pela bibliografia, analise a reflexão acima e subsidiado pela reação, disserte no exercício as considerações pertinentes ao tema. Leia e estude primeiro os textos. Não copie, crie!

BIBLIOGRAFIA
M01A01T01 – Estratégias de preços
M01A01T02 – Seu cliente pode pagar mais
M01A01T03 – Quanto cobrar por serviços profissionais?
M01A01T04 – O preço da liberdade em serviços
M01A01T05 – Mude o preço dos seus serviços!
M01A02T06 – O consumidor e a relação com os preços
M01A01T07 – Nunca se negocia preços
M01A01T08 – O impacto dos preços no mercado
M01A01T09 – Estratégias para dominar a gangorra de preços
M01A01T10 – Definição de preço na prática
M01A02T11 – Diferenciação do preço baixo
M01A02T12 – Cuidado com o preço
M01A02T13 – Coleção Sebrae: custos no comércio
M01A01T14 – A coragem de cobrar caro

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
M01A01 – Como você calcula o custo de sua hora técnica?

Publicado em Doutor Computador | 2 Comentários

Módulo 1 – Aula 2: Economia de Serviços

e_consultor REFLEXÃO
Lucrar mais com os serviços do que com a venda de produtos de informática não é tão incomum quanto se imagina. Para conseguir isso, os técnicos em informática precisam criar uma estratégia de serviços voltada para o cliente que gere receitas e lucros significativos e crescentes. Em seguida, eles têm de executar essa estratégia de forma a ampliar significativamente a eficiência e aumentar a retenção de clientes a longo prazo.

REAÇÃO
Na formulação de uma estratégia de serviços correta, todo profissional deve tomar quatro providências principais: 1 ) segmentar o mercado de acordo com as qualidades que são importantes para atuais e potenciais consumidores, 2) comparar sua oferta e sua capacidade de serviços com as de seus concorrentes, 3) entender o poder e as limitações dos vários canais disponíveis para o marketing e 4) desenvolver um sistema de precificação de serviços que leve em conta tanto as estratégias baseadas em produtos como a economia do ciclo de vida.

Já a execução eficaz dessa estratégia implica as seguintes ações-chave: 1) gerenciar os contatos com os clientes para aumentar a eficácia e a eficiência, 2) estruturar seu trabalho para este ser mais voltada para o cliente, 3) gerenciar se tempo para atender à demanda de modo confiável e eficaz, 4) construir a competência e credibilidade pessoal e 5) gerenciar o desempenho para equilibrar custos, qualidade e atendimento.

AÇÃO
Após ler os textos sugeridos pela bibliografia, discuta nos comentários as seguintes questões: 1) explique as diferenças básicas entre bens e serviços, os problemas do prestador de serviços profissionais que surgem em função dessas diferenças e as possíveis soluções para os problemas criados por elas; 2) defina as características (com exemplos concretos) dos serviços: intangibilidade, inseparabilidade, heterogeneidade e perecibilidade.

BIBLIOGRAFIA
M01A01T01 – Panorama da Economia de serviços
M01A01T02 – Como vender o invisível
M01A01T03 – O lucro está no serviço pós-venda
M01A01T04 – Serviços concorrentes de valor
M01A01T05 – A nova arma das indústrias
M01A01T06 – Marca forte nos serviços
M01A01T07 – Inserção do Brasil nos setor de serviços da economia mundial
M01A01T08 – Desafio para Brasília
M01A01T09 – Tendências no setor de serviços no mundo
M01A01T10 – Suporte técnico como serviço
M01A01T11 – Serviço no varejo
M01A01E01 – Desafio CDINFO

EXERCÍCIO
M01A02 – Satisfação garantida ou seu serviço de volta!

Publicado em Doutor Computador | 1 Comentário

Módulo 2 – Aula 3: Método & Metodologia CDINFO

e_consultor REFLEXÃO
“Por que em uma mesma economia, em uma mesma cidade e mesma época, seguindo a mesma receita, um bolo cresce e outro não”? Alguma nuança faz a “diferença” (Basotos, 1991, p. 118). Por que em uma mesma economia, em uma mesma cidade e mesma condição de trabalho, um profissional avança em sua carreira e outro não?

REAÇÃO
A “diferença” está na questão do Método & Metodologia. Teoria e prática são faces de uma mesma moeda. Trabalho sistemático que não envolve uma metodologia específica pode ser tudo, menos consultoria.

AÇÃO
Após analisar os formulários, planilhas e banco de dados contidos no Kit do Consultor Doméstico em Informática e subsidiado pela reação, aperfeiçoe o material de consultoria.

KIT DO CONSULTOR DOMÉSTICO EM INFORMÁTICA
01 – Instruções para preenchimento do RAT
02 – Relatorio de Avaliação Técnica – Pessoa Física
03 – Form. de Avaliação Técnica (PF)
04 – Sist. de Recuperação de Desastres “Começar de Novo”
05 – Form. Chamada Local
06 – Form. Rascunho
07 – Form. Coleta de Dados 1ª Visita
08 – Form. Identifica Estação
09 – Form. Controle de Imagens
10 – Planilha CDINFO para composição do custo (hora-técnica) e preço de venda
11 – Form. de Inventário de Hardware
12 – Banco de Dados de Inteligência da CDINFO – Versão MS-Access 2000
13 – CD-R “Começar de Novo”
14 – Parcelamento de Serviços

EXERCÍCIO
2ª Avaliação Diagnóstica

Publicado em Doutor Computador | Deixe um comentário

Módulo 3 – Aula 4: Identificando Oportunidades

e_consultor REFLEXÃO
Buscar as oportunidades de negócios no mercado é exatamente o oposto de aguardar que alguém apareça com as “dicas” de quais são os “negócios do momento”. Buscar oportunidades de negócios é envolver‑se inteiramente num processo de descoberta dos melhores caminhos para a concretização de empreendimentos que tenham possibilidades de sucesso, devido a uma série de fatores.

REAÇÃO
Oportunidades surgem para o futuro consultor doméstico em informática (CDINFO) no decorrer do seu dia‑a‑dia e muitos novos negócios são desenvolvidos a partir dessas oportunidades que praticamente “batem à porta”, imploram” para serem identificadas e aproveitadas

AÇÃO
Após ler e estudar os textos sugeridos pela bibliografia, construa as categorias necessárias para a resolução do exercícios propostos. As conclusões devem ser postadas aqui.

BIBLIOGRAFIA
M02A03T01 – Busca de Oportunidades
M02A03T02 – Coleção Sebrae: identificação de oportunidades
M02A03E01 – Exercício de Fixação
M02A03E02 – Desafio CDINFO

Publicado em Doutor Computador | 5 Comentários

Módulo 3 – Aula 5: Inteligência de Negócios

e_consultor REFLEXÃO
Nos últimos anos, uma das qualidades que distinguiram os técnicos de informática bem-sucedidos foi a habilidade de permanecer à frente das mudanças econômicas, sociais, políticas e tecnológicas. A expansão tecnológica forçou mudanças rápidas e imprevisíveis nos negócios. A complexidade e a importância de antecipar e seguir sinais precoces de mudança e seu impacto criou diversas novas técnicas para agilizar o fluxo das informações e para monitorar essas mudanças. Três técnicas conhecidas são a análise de conteúdo, o rastreamento ambiental e a leitura inferencial.

REAÇÃO
A Inteligência, como produto, deve ter uma elevada qualidade, tendo em vista o fim a que se destina, ou seja, assessorar os tomadores de decisões, sejam eles consultores domésticos, presidentes e diretores de empresas ou outras organizações.

AÇÃO
Após ler e estudar os textos sugeridos pela bibliografia, colete quatro informes publicados nas notícias e construa a informação e a inteligência necessárias para a resolução do exercícios propostos da 5ª aula. As conclusões devem ser postadas aqui.

BIBLIOGRAFIA
M02A04T01 – Técnicas Informacionais
M02A04T02 – O segredo da Inteligência
M02A04T03 – Inteligência organizacional
M02A04T04 – Guia de Monitoramento de Mídia Impressa
M02A04T05 – Inteligência: usuário, faça você mesmo!
M02A04P01 – Mercado Potencial para a Consultoria Doméstica em Informática

NOTÍCIAS – USANDO AS TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA, ENCONTRE AS OPORTUNIDADES
Setor hoteleiro: o desafio de atender ao hóspede “plugado”
M03A05: Síndrome do Estresse Computacional

Publicado em Doutor Computador | Deixe um comentário

Módulo 4 – Aula 6: Comportamento do Consumidor

e_consultor REFLEXÃO
As palavras “cliente” e “consumidor” foram usadas quase como sinônimos até aqui, mas podem na verdade não significar a mesma coisa.

REAÇÃO
É possível, portanto, que, quando vendemos serviços, deixemos de perceber uma das etapas da definição de quem é o nosso cliente, ignorando assim um componente vital para nossa oferta de serviços. Os serviços são uma “coisa pessoal” e será melhor, descobrir se o nosso cliente e o nosso consumidor são a mesma pessoa ou duas pessoas diferentes, mesmo que ambas façam parte da mesma organização.

AÇÃO
Analise os textos e disserte sobre os papeis de cliente e consumidor, explanando sobre as suas diferenças ou pontos convergentes.

BIBLIOGRAFIA
M03A05T01 – Porque as pessoas compram bens e serviços de informática
M03A05T02 – O que o consumidor valoriza
M03A05T03 – O processo de decisão de compra do consumidor
M03A05T04 – Os consumidores que realmente mandam
M03A05T05 – Modelos mentais dos consumidores
M03A05T06 – Cartilha do Consumidor

Publicado em Doutor Computador | Deixe um comentário

Módulo 4 – Aula 7 – Psicologia do Cliente

e_consultor REFLEXÃO
“Inicialmente, a pessoa percebe seu mundo e cria suas expectativas, depois escolhe os modos de ser feliz, julga a adequação desse modo, compra e consome e, num último momento, verifica se o que está obtendo aproxima se do que esperava. Neste último passo, o consumidor compara suas percepções do presente com aquelas que originaram o consumo, chegando a uma decisão sobre o acerto, ou não, do seu ato. Repare imediatamente que o resultado deste processo será uma satisfação ou uma frustração. Neste último caso, estaremos diante do fenômeno da dissonância cognitiva”.

REAÇÃO
Dissonância cognitiva refere se exatamente ao processo e ao resultado emocional final da verificação da diferença entre o que se desejou e o que ocorreu. Festinger colocou o conceito de maneira ampla, incluindo toda e qualquer discordância entre as ações (o corpo em ação), as idéias (o mundo das idéias) e a ética do sujeito (seu código de relações).

AÇÃO
Analise os textos básicos e disserte sobre a importância de conhecer de forma profunda o novo cidadão-cliente-consumidor de bens e serviços de informática.

BIBLIOGRAFIA
M03A06T01 – O que faz um consultor perder a credibilidade?
M03A06T02 – Dissonância cognitiva
M03A06T03 – Personalidade do cliente: como evitar conflitos
M03A06T04 – ABC do consumo
M03A06T05 – Sebrae: atendimento ao cliente

Publicado em Doutor Computador | Deixe um comentário

Módulo 4 – Aula 8: Consultor Doméstico® em Informática

e_consultor REFLEXÃO
Segundo dados da ABES, 99% dos softwares instalados em domicílios domésticos são piratas e em micro e pequenas empresas é de 70%.

REAÇÃO
Sabendo desses dados como deve se comportar um Consultor Doméstico® em Informática para minimizar os riscos, mas ao mesmo tempo exercer seu trabalho? Como o Consultor Doméstico® em Informática pode exercer sua profissão do ponto de vista jurídico e tributário. Quais as consequências devidas à imperícias técnicas segundo o novo Código Civil? Vale a pela abrir uma empresa? E ser profissional autônomo?

AÇÃO
Analise os textos e disserte sobre o papel do consultor doméstico como um educador antes de tudo, explanando sobre as sua diferenças ou pontos convergentes com outros profissionais liberais (ex: médico, advogado, engenheiro).

BIBLIOGRAFIA
M04A07T01 – Atividades ilícitas e Certificações (ISO 9002 e SA8000)
M04A07T02 – Como ser um Profissional Autônomo
M04A07T03 – Você quer ser consultor?
M04A07T05 – Consultor gênio

Publicado em Doutor Computador | 3 Comentários

Módulo 5 – Aula 9 – Ética e Deontologia

e_consultor REFLEXÃO
Na atividade de consultoria, não há muitas “leis”. Não existe um “Conselho Regional (ou Federal) de Consultores”. Portanto, para reger a ética das atividades do consultor, existe muito mais a observância de preceitos morais, de regras práticas de conduta profissional e pessoal ou, simplesmente, do uso do bom senso.

REAÇÃO
Analise o Código de Ética do IBCO – Instituto Brasileiro de Consultores Organizacionais e verifique se ele poderia servir de base para a construção de um código de ética para os consultores domésticos.

AÇÃO
Há diferença entre entre ética e moral? Justifique sua resposta.

BIBLIOGRAFIA
M04A08T01 – Código de Ética do Consultor Doméstico em Informática?
M04A08T02 – Ética no Consumo

Publicado em Doutor Computador | 6 Comentários

[M02A03] 2º Avaliação Diagnóstica

REFLEXÃO. Fanática por computadores, Elizabeth II (rainha da Inglaterra) está a procura de um “personal techonology advisor“. Descobriu no Brasil uma possibilidade com os consultores domésticos em informática (CD INFO). O MI6 (serviço secreto britânico) entrou em contato com Jorge Arthur Mohammed que aquisceu ao pedido. Convidou 100 técnicos de informática para o processo seletivo.

AÇÃO. Com as ferramentas metodológicas da CD INFO, explique como você desenvolveria uma apresentação de três, sete e 10 minutos, respectivamente para vender seus serviços de consultor doméstico de informática à rainha Mãe. Poste suas respostas nos comentários

REAÇÃO. Valor da hora a ser pago para o CD INFO : € 200 (euros).

Publicado em Doutor Computador | Com a tag | 5 Comentários

M01A02 – Satisfação garantida ou seu serviço de volta!

Parto do princípio que todos leram a bibliografia básica dessa aula e participaram da 1º Avaliação Diagnóstica.

Este exercício será composto de dois momentos.

“Satisfação garantida ou seu dinheiro de volta”. Esse é o mote da maioria das peças de propaganda. Com os conceitos apresentados desde a 1ª aula, desenvolva e justifique o seguinte conceito publicitário:

“SATISFAÇÃO GARANTIDA OU SEU SERVIÇO DE VOLTA”

Disserte quando e como você aplicaria o conceito.

Escolha uma empresa (entre as duas que constam do material de estudo) e colete na propaganda do serviço as evidências físicas que a organização utiliza para comunicar-se com os clientes. Analise as evidências físicas em termos de compatibilidade, consistência e se as promessas estão exageradas ou se estão aquém daquilo que a empresa pode oferecer. [Baixe aqui o material de estudo]

Publicado em Doutor Computador | 2 Comentários

Módulo 5 – Aula 10 – Empreendedorismo Digital CDINFO

e_consultor REFLEXÃO
A Consultoria Doméstica em Informática (CDINFO) possui clientes espalhados em 100 cidades do Brasil e pretende montar uma base de apoio em seu município.

REAÇÃO
Você deve montar um PLANO DE NEGÓCIOS, nos moldes solicitados pelos capitais de risco e de acordo com padrões internacionais.

AÇÃO
Após a leitura da bibliografia, envie um sumário executivo do seu plano de negócios para o endereço webmaster@consultoriadomestica.com.br. Gostaríamos de saber se sua capacidade empreendedora favorece a entrega de uma Célula de Negócios CD INFO.

BIBLIOGRAFIA
M05A09T01 – PC doméstico, alternativa ao desemprego – CDINFO
M05A09T03 – Modelo de Sumário Executivo CDINFO
M05A10T05 – Como elaborar um Plano de Negócios – SEBRAE

Publicado em Doutor Computador | Deixe um comentário

M03A05 – Setor hoteleiro: o desafio de atender ao hóspede “plugado”

Doutor Computador

Por Lucas Callegari, da Computerworld

Publicada em 26 de maio de 2011 – 07h30

Atual cliente exige garantia de mobilidade e acesso banda larga de qualidade no cardápio.

A necessidade premente dos hotéis brasileiros por tecnologia da informação (TI) está ganhando novo impulso com a expectativa dos negócios que poderão ser gerados com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Para atender ao fluxo de turistas para os dois eventos, o setor hoteleiro aposta na modernização do ambiente de TI para aprimorar suas operações e melhorar a qualidade do atendimento.

Mas a preocupação vai além da ampliação e atualização da infraestrutura. Hoje, é preciso estar preparado para receber o cliente “plugado”, que incorporou definitivamente os dispositivos móveis ao seu cotidiano, é adepto das redes sociais e quer acesso à internet de qualquer lugar [e com qualidade]. Oferecer mobilidade no pacote é um diferencial atraente no segmento. Continue lendo

Publicado em Doutor Computador | 1 Comentário

[Livro] Vocabulário YORÙBÁ

“O yorùbá é um dos mais de 250 idiomas falados na Nigéria e em alguns outros países da África Ocidental. É uma língua tonal, uma vez que não considera apenas o som, mas também o tom de cada palavra para lhe atribuir um sentido específico. Por isso, possui acentuações (grave, média e aguda) associadas aos tons musicais que definem seu sentido.

Até o século XIX, a língua yorubana não possuía uma forma escrita. Só a partir de então, alguns missionários yorubanos da igreja anglicana, com a ajuda de alguns de seus colegas estrangeiros, criaram a escrita yorùbá baseada no alfabeto europeu.

Inúmeros termos em yorùbá são utilizados no dia a dia das casas de candomblé e, em função da expansão dos cultos de origem africana no Brasil, o idioma foi assunto de muitos estudos em nosso país.

Neste livro, Eduardo Napoleão oferece noções de grafia e pronúncia dos principais termos yourùbá, além de um resumo gramatical que analisa os fonemas, substantivos, pronomes e tons do idioma, em uma linguagem clara, destinada a facilitar a compreensão dos cânticos, rezas e encantações que fazem parte da religião dos orixás”.
===============================================================
Comentário do QUEMEL: “ Nã Oluwa Alasaro Nití Àioyé On Irin, Íbí Gbogbo Gbon-Agbomregé Òti Sogbogba, Pé Um-hún Àtaiyebaiye Gbogbo Àjumodapo Towotowó, Feran Gbogbo Pagagidi Basi Papá Tiwá Fé”.

Publicado em Leituras & Cia | 1 Comentário

Síndrome do Estresse Computacional

01 Deu na Agência France Press

Entre as principais fontes de dores de cabeça digitais, o estudo apontou computadores e equipamentos complexos e frustrantes, além de falhas técnicas e infecções por vírus

São Francisco, EUA – Máquinas que travam, sistemas que ficam inexplicavelmente lentos, dificuldade em se lidar com o suporte técnico. Estes problemas, tão comuns na era digital, estão na raíz da Síndrome do Estresse Computacional, revela um estudo publicado nesta terça-feira na Internet.

Os consumidores de hoje, dependentes de meios digitais, são crescentemente esmagados e desnorteados por problemas e obstáculos técnicos em suas vidas cotidianas”, revelou um ‘think tank’ (centro de pesquisas) industrial em um estudo intitulado ‘Combatendo a Síndrome do Estresse Computacional’ (‘Combating Computer Stress Syndrome’ no original).

Entre as principais fontes de dores de cabeça digitais, o estudo apontou “computadores e equipamentos complexos e frustrantes, falhas técnicas, infecções por vírus e longas esperas para solucionar problemas”. Continue lendo

Publicado em Desintoxicação Tecnológica | Deixe um comentário