[Livro] A Sociedade Informática

Quando li a primeira vez esse livro em 1996 pensei ter encontrado um futurólogo marxista que tinha encontrado a bola de cristal, a muito tempo embaçada pela gurulândia. O professor Schaff escrevera esses alfarrábios em 1982 para o Clube de Roma.

Quando (re)li em 2004, pensei: “esse livro não perderá a validade, nunca!”. Levei 11 anos para produzir uma resenha. Fui intimado pela professora Florence Dravet na disciplina Redação Jornalistica II. O livro é forte candidato a fazer parte da bibliografia básica das disciplinas Comunicação Digital, Políticas de Comunicação e Gestão da Informação.

Só resolvi fazer a resenha por que o livro é uma fenômeno editorial: todas as edições somem em poucos dias. A 4ª reimpressão feita em 2004, já era. E os ultimos sete exemplares disponíveis em Brasilia, comprei-os todos. Adoro presentear os amigos com livros. Recomendo a leitura para os estudantes de Serviço Social, Computação e também para professores e consultores. Foi nessa agradável leitura e releitura que finalmente consegui encontrar as carreiras profissionais de futuro: bastou perguntar ao homo studiosos, presente na segunda parte do livro.

E eu que pensava que o guru da nova cibernética digital era Nicholas Negroponte ou Pierre Lévy. Que nada, Adam Schaff dá de 10 a zero na turma!

 

 

 

Esta entrada foi publicada em Leituras & Cia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *