Matriz propedêutica moderna e profissionais de TI

Em 1997 ainda como estudante de Serviço Social na Universidade de Brasília (UnB) tive o prazer de conhecer uma experiência única de trabalho matricial ou vulgarmente chamado de inter ou multidisciplinar.

A Prefeitura de Recife fazia as primeiras experiências com um Sistema de Informações Geográficas (SIG). Tinha como base estabelecer aonde seria construído um posto de saúde. O ArcView, softwware escolhido, ao receber os dados apontou após intenso trabalho de modelagem, o local.

Justificava para isso que o posto deveria ficar próximo à rodoviária devido ao transporte fácil e ao posto policial (segurança).

Graças a uma equipe multidisciplinar de profissionais e à pesquisa matricial foi possível o resultado.

Foram engenheiros, arquitetos, assistentes sociais, geográfos e analistas de sistemas.

19 anos após a experiência observa-se que a sólida formação acadêmica aliada a adoção da matriz propedêutica moderna (Filosofia, Linguagem e Matemática) permite ao profissional de ti transitar por várias áreas do conhecimento com desenvoltura.

Quero parabenizar os AS (assistentes sociais e analistas de sistemas) que criaram o Sistema de Informações Geográficas do Mercado de Trabalho e Políticas Públicas de Emprego, Trabalho e Renda do Recife. Saiba mais em Observatório do Trabalho

Esta entrada foi publicada em Carreiras Digitais & Cia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *