Latrocínio gramatical

Latrocínio gramatical é assalto seguido de morte para com a última Flor do Lácio.

Na seleção de estágiários de nível superior, o currículo não ajuda e a entrevista menos ainda. O jeito é apelar para a redação. O candidato deveria ser capaz de colocar os argumentos pelos quais a instituição deveria lhe conceder uma oportunidade. Numa questão de rede de computadores:

“(…) é só puchar o cabo (de rede) com a permição do usuário”.

Fico imaginando como um jovem de 20 anos conseguiu chegar ao 6º semestre de Bacharelado em Ciência da Computação em famoso centro universitário travestido de Universidade.

Não só assaltou, sequestrou, assassinou como também enterrou bem fundo, solicitando resgate pelos restos mortais. Herbert Vianna e os Paralamas do Sucesso têm razão. Confira a melodia!

“Assaltaram a gramática
Assassinaram a lógica
Meteram poesia, na bagunça do dia-a-dia
Sequestraram a fonética
Violentaram a métrica

Meteram poesia onde devia e não devia
Lá vem o poeta com sua coroa de louro
Agrião, pimentão, boldo
O poeta é a pimenta do planeta”

Esta entrada foi publicada em Leituras & Cia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Latrocínio gramatical

  1. Rizelda Maria Sombra Moreira disse:

    Realmente… o nível de escolaridade da nova geração deixa mto a desejar.
    Estão concluíndo o segundo grau sem bagagem nenhuma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *