Carta a um jovem técnico em informática: quanto cobrar por serviços profissionais?


Caro colega, salve!

Você me faz essa pergunta há 20 anos e sempre lhe respondi que era preciso estudar economia de serviços, empreendedorismo, Inteligência de negócios, psicologia do cliente, comportamento do consumidor e blá, blá, blá. Sempre rolando o lero.

Criei até um curso para ensinar o método e a metodologia da Consultoria Doméstica em Informática (CDINFO).

Sempre li que não se deve dar o peixe, mas ensinar a pescar. Papo tão furado e batido que acabei por acreditar que fosse verdade.

Remexendo meu “baú de maldades”, encontrei uma fala do Herbert de Sousa (Betinho) em meus alfarrábios quando era estudante de Serviço Social (UnB). Ele dissera que em alguns casos deveria se dar o peixe antes de ensinar a pescar. “Para aqueles que vivem em situação de risco, primeiro a cesta e depois a cidadania”, explicava o humanista.

O sociólogo deve ter aprendido com um galileu que viveu a mais de 2 mil anos. O nazareno antes de proferir a famosa palestra O Sermão da Montanha, distribuiu pão e…peixe para uma multidão faminta que o aguardava. Inteligente, percebeu que a barriga vazia obscurecia o entendimento.

Portanto, baixe a planilha CDINFO e observe se ela poderá lhe ajudar a calcular seus custos e cobrar o preço que lhe é devido para seus serviços profissionais.

Se a proposta lhe sensibilizar, volte aqui para tirar as dúvidas necessárias. Vou lhe ensinar de fato o “como” pescar, pois o quantum, você já sabe. [Planilha CDINFO]

Esta entrada foi publicada em Doutor Computador. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *