Byte Papo: faça o plano de negócio!

Boa tarde. Quemel, moro em uma cidade (Araripina-PE) no interior do pernambuco com aproximadamente 84 mil habitantes, 58 na zona urbana e 26 na zona rural e distritos, com pelo menos 5 cidades muito próximas num raio de 30km sendo que 3 delas incluindo a minha formam o polo gesseiro do Araripe onde encontram-se 3 minas, 128 escritórios de gesseiros e 78 fábricas segundo o senso do IBGE. Trabalho no ramo da informática a 8 anos como técnico em informática e 3 como programador em PHP/MySQL.

Aqui na minha cidade tem apenas 1 loja de informática que atende toda essa região, tenho planos de montar uma empresa de manutenção de computadores e notebooks mas gostaria que você me desse algumas dicas de como começar o meu negócio. Já que tenho planos de montar uma loja vou abrir uma empresa, sendo que no inicio pretendo trabalhar apenas com serviços. Tenho um ponto central e próprio onde não pago aluguel e tenho alguns contratos de manutenção para serem assinados logo que a empresa estiver aberta, vi alguns de seus post no Baboo e Clube do Hardware, e gostaria de saber como você faria se estivesse no meu lugar, e se você conhece algum fornecedor que eu possa utilizar.
Atenciosamente,
Marcos Nunes Moreira, Araripina-PE

Caro Marcos, salve!
Se pudesse te oferecer uma única dica, seria esta: FAÇA UM PLANO DE NEGÓCIOS. Se sua empresa não for viável economicamente, quebrará apenas no papel. Há outras dicas que a princípio ninguém daria valor por não ter um resultado prático no curto prazo:

1. ESTUDE SOBRE ECONOMIA DE SERVIÇOS. O tema é tão novo que no Brasil há escassa literatura sobre o assunto, a maior parte é estrangeira. Veja um exemplo recente de um grande hipermercado que resolveu vender serviços nas gôndolas. O resultado não poderia ter sido pior. Vender produtos é super-fácil. Deu defeito, troca-se. E serviços? Coisa totalmente diferente. Mas ainda sim as empresas pensam que o vendem e de forma competente.

2. ESTUDE SOBRE O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR E A PSICOLOGIA DO CLIENTE. Se aquele vendedor, vulgo consultor técnico soubesse manejar esse saber, não desprezaria aquele adolescente (cliente-usuário) que fica fazendo várias perguntas sobre aquele PC de R$ 10 mil e sendo observado de longe pelo pai (cliente-pagante) que precisa ligar para a mãe (cliente-decisor) e autorizar a compra.

3. ESTUDE SOBRE INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS. Saber coletar, analisar, produzir informação e transformá-la em conhecimento é a forma mais segura de você não depender da “gurulância de auto-ajuda”. Identificar uma oportunidade é muito diferente de ter uma boa idéia e não saber implementá-la.

Como você poderá concluir, não tenho todas as respostas que você precisa, pois temos experiências diferentes, mas uma única coisa posso lhe afirmar: teremos pouco espaço no futuro para pessoas sem estudos, seja em quaisquer níveis.

Bração e boa $orte,
Quemel

Esta entrada foi publicada em Carreiras Digitais & Cia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *