[O Crepúsculo do Dragão] Anastacia, com você aprendi!

Anastácia*, com você aprendi…

manoJAM**

Aprendi a conhecer você assim como os pássaros conhecem seus caminhos sem dúvidas num voo livre que se abre ao infinito.

Aprendi a caminhar com você assim como os rios caminham numa só direção, num rumo direto de correntezas de passos firmes como as águas.

Aprendi a respeitar você assim como as estrelas respeitam a lua que sabem que como aquela só existe uma única no mundo.

Aprendi a brigar com você assim como as ondas do mar brigam e se debatem inutilmente para depois se transformarem em sua vez em espumas na areia.

Aprendi a entender você assim como as montanhas entendem as nuvens e se esticam como que pedindo chuva para seus campos verdes.

Aprendi a amar você assim como os pássaros amam a liberdade, os rios amam suas águas, as estrelas amam o céu, as ondas amam o mar e as montanhas amam seus campos.

Aprendi a amar você como o amor mais sublime e puro que existe, assim como amo Deus que me fez te conhecer e te pôs em meu caminho…Eternamente!

Com amor, ternura e carinho.
Arthur Mohammed

* Anastacia Samirah Dilshad é a agente do Kidon (קידון). Sua missão é assassinar Jorge Arthur Mohammed, o hacker mais letal do TCU (Technology Crime Unit). No entanto, o Destino teria outros planos para os dois.

** Carta escrita em 12 de junho de 2010 quando o hacker classe Dragão estava em missão suicida no Complexo de Natanz. Tinha um pendrive implantado no corpo. Sua missão era implodir cerca de oito mil centrífugas que controlavam o enriquecimento de urânio. Evitou uma guerra nuclear, mas pagou caro pela invasão.

In “O Crepúsculo do Dragão”, romance de ficção histórica de Luiz Henrique Quemel.

Esta entrada foi publicada em O Crepúsculo do Dragão. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.