Esquerda ou Direita, eis a questão!

esquerda_direita_cerebro Confesso, sempre gostei de fazer malvadezas que mais confundiam do que explicavam. O melhor período foi entre 1993 e 1997 quando cursei Serviço Social na Universidade de Brasília (UnB).

Além de ser praticamente o único homem do curso, predominantemente feito por mulheres (cuidado, feministas, não sou preconceituoso!) ainda tinha que aguentar os neoesquerdistas-jacobinos convertidos de última hora ao encontrarem o “céu” lendo o Capital de Karl Marx. Em sua grande maioria jovens de classe media alta e rebeldes “reaças”

Era muito divertido frequentar as aulas de sociologia ora sendo de direita, ora de esquerda. Não era difícil ser “encaixado” como “reaça”. Bastava olhar a bibliografia que desfilava pelo minhocão (ICC) debaixo do meu braço: Milton Friedman, Friedrich von Hayek, Francis Fukuyama etc. Mas o cúmulo foi ter lido e comprado um exemplar de Fernando Bresser Pereira que versava sobre reforma administrativa (sou servidor público federal). Quando já estava totalmente imerso e com a pecha de “reaça”, trocava o espectro ideológico.

Mudava a bibliografia e ia participar das aulas no departamento de economia: Karl Marx com seu volumoso O Capital e Cadernos do Cárcere de Antonio Gramsci faziam a loucura dos novos intelectuais burgueses. E como num passe de mágica convertia-me de “reacionário” para neojacobino. Era divertido explorar a obtusidade das pessoas.

Longe de ser apenas uma diversão, era uma estratégia aconselhada pela professora Ilma Rezende do departamento de Serviço Social que dizia ser a leitura e estudo das ideias divergentes a melhor forma de desconstruí-las.

Por isso quando encontro alguém de “Esquerda” pergunto se já estudou obras de Milton Friedman, Friedrich von Hayek, Francis Fukuyama, Roberto Campos ou quando de “Direita” a mesma pergunta para obras de Karl Marx, Antonio Gramsci dentre outros. Dependendo da resposta logo é percebido trata-se de mais um obtuso perdido entre a direita bandida e a esquerda corrupta ou se preferirem entre a direita corrupta e a esquerda bandida…KKK*

* Fui acusado certa vez por um esquerdopata-neojacobino-cheguevarista de ser um “reaça” com minhas risadas no Facebook. O idiota-após-graduado afirmou que minha risada era uma “especial simpatia” pela Ku Klux Khan (KKK), aquela instituição de extrema direita que “ex-terminava” negros. Acredite, a idiotice tem lado!

Esta entrada foi publicada em Leituras & Cia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

7 respostas para Esquerda ou Direita, eis a questão!

  1. Celiomar Ferreira Sagitário disse:

    Estou estudando serviço social, mas já estou vacinado contra o marxismo. Bom ver que não sou o único.

  2. Watson disse:

    Nossa achei muito bacana esse blog e também os comentários. Eu também estou nesse viés não deixei me ​ influenciar por ideias esquerdistas apesar de continuar estudando o 4° semestre. Quais as instruções que vocês​ me dariam?

  3. Thiago Queiroz de Souza disse:

    Sou assistente social e me decepcionei com a profissão depois que acordei da doutrinação esquerdista. Porém estou tentando retornar pra área, mas sinto que vou ser engolido. Achei esse blog buscando: “existe assistente social de direita?”

    Saudações. Vamos resistir!

  4. Cara Verônica, salve!

    meu e-mail para contato é: redacao@quemel.blog.br

    Abraços,
    Quemel

  5. Maria Verônica Gonçalves de Lira disse:

    Cara,
    Gostei muito desse blog do Quemel. Gostaria muito de trocar umas idéias com você.
    Eu sou Assistente Social formada pela UFPB e fui doutrinada até a Alma para ser de esquerda mas graças a Deus e a minha curiosidade me libertei, mas sou rotulada de conservadora e pra você ter uma ideia o nosso conselho aqui no Tocantis criou um slogan que dizia Assistente social não vota em …. É mole? E tem mais colocou na faxada do conselho só foto de LULA , DILMA e CHEVARA e CHE GUEVARA. Fiquei tão revoltada que fiz questão de não pagar o Conselho. Isso pra mim é muito mais do que autoritarismo é falta de respeito por uma categoria.

  6. Jaqueline Silva disse:

    Oi Quemel… sou a Jaqueline assistente social que trabalha no seu trabalho….kkkkkk DSAUD. Eu fui esquerda muito apaixonada pelo PT e hoje Graças a Deus me libertei de tudo que me prendia a velhas ideologias cansadas…. Se vc me permite gostaria de compartilhar este texto no facebook… Eu posso?

  7. linda marxs disse:

    Muito bom 🙂 Vou começar a ler Friedman hoje, obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *