A era do tecnoestresse

Dor de cabeça, cansaço crônico, falta de apetite sexual?

Se você acha que esses são apenas malefícios causados pelo álcool ou cigarro, cuidado: os culpados pelos sintomas acima agora podem ser o celular, o computador e até o controle remoto.

Da Redação

Ele vive cercado por uma parafernália eletrônica. Um computador para baixar desenhos japoneses e games, laptop para conversar com os amigos no MSN e bisbilhotar o Orkut, além de aparelho de som, televisão, guitarra elétrica, celular, iPod. Esses são os companheiros inseparáveis, mas também responsáveis por momentos de angústia do funcionário público Cássio Ferreira Magalhães, 28 anos. Há algumas semanas, quando faltavam 5% para terminar o download de um programa, Cássio ficou desesperado com a possibilidade da conexão da internet cair e decidiu ficar acordado até o fim do processo. “A ansiedade e o desespero me consomem diariamente. Vivo cansado e com dores de cabeça. Mas não tem jeito, não abro mão da tecnologia. Eu preciso estar atualizado”, diz ele. “Cheguei ao ponto de desligar o celular para ninguém me achar”, revela a tática usada para afastar os amigos. [Leia mais – Capa] [Leia mais – Página 4]

Esta entrada foi publicada em Desintoxicação Tecnológica, F.O.C.A. e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.