[Livro] Sobre a fúria, por Hannah Arendt

CRISES_OF_THE_REPUBLIC “A fúria não é de modo nenhum uma reação automática diante da miséria e do sofrimento em sim mesmos; ninguém se enfurece com uma doença incurável ou um tremor de terra, ou com condições sociais que parecem impossíveis de modificar.

A fúria irrompe somente quando há boas razões para crer que tais condições poderiam ser mudadas e não são.

Só manifestamos uma reação de fúria quando nosso senso de justiça é injuriado; tal reação em absoluto não se produz por nos sentirmos pessoalmente vítimas da injustiça, como prova toda a história das revoluções, nas quais o movimento começou por iniciativa das classes superiores, conduzindo à revolta dos oprimidos e miseráveis.”

Hannah Arendt (1906-1975), Crises of the Republic, 1969

Esta entrada foi publicada em Leituras & Cia. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.